O que é?

Idealizado pela Ação Educativa, o Estéticas das Periferias chega à sua sétima edição, em 2017, na cidade de São Paulo. O evento mobiliza inúmeros espaços culturais em todas as áreas dos fundões da capital paulistana - de sul a norte - por uma semana. O experimentalismo artístico permeia toda a programação que é construída colaborativamente por 33 coletivos culturais. Confira os números das edições anteriores e a projeção para este ano:
Apresentações Artísticas
Debates
Público Estimado
Espaços Culturais
  • 2012

    Eixos Curatoriais

    Em 2012, o Seminário e Mostra Estética da Periferia se transformou num encontro plural. Para valorizar as diferentes vozes presentes nas periferias de São Paulo, o evento passou a ser organizado por uma curadoria coletiva. Para reafirmar que a produção artística das quebradas não pode ser definida como algo único, o nome do evento mudou para Encontro Estéticas das Periferias. A partir daí passou a ser estruturado em torno dos eixos curatoriais, que orientam a construção da programação, são eles: PRODUÇÃO CULTURAL DE MULHERES, DIREITOS HUMANOS, CULTURAS NEGRAS, DIREITO À CIDADE, MEIO AMBIENTE, FUTEBOL E CULTURA

Homenageados

Em 2013, o Estéticas das Periferias, passou a reverenciar pessoas inspiradoras dentro da cultura popular e periférica. Muitos foram os artistas e coletivos culturais homenageados. Em 2017, celebramos os marcos de importantes iniciativas e talentos. Conheça:

"Virada Cultural" da Quebrada

Em 2014, o Estéticas das Periferias entra definitivamente no calendário cultural da capital paulistana e passa a ser um evento permanente. Em 2015, consolida sua presença no território. Entre bibliotecas, teatros, parques, praças, centros culturais, casas e ruas, muitos foram os equipamentos públicos que receberam o encontro. Apenas 4% de todas as atividades ocorreram no centro da cidade.

Inovação Estética

Um dos destaques de 2014, foram os Percursos Artísticos que asseguraram experiências inusitadas por inúmeros pontos não explorados de São Paulo. Vários ônibus percorreram trajetos que trouxeram um novo olhar para a realidade periférica da cidade.

Cultura Negra

A valorização da arte produzida pela e para a população negra se estendeu por toda a programação, que contou com uma Mostra de Teatro Negro em 2014. Shows, apresentações culturais, oficinas atividades infantis foram preparadas em torno da luta antirracista. A cultura negra se consolidou como importante eixo do evento.

Prêmio Governador do Estado de São Paulo

A Secretaria da Cultura, como forma de reconhecer e valorizar o trabalho de quem pensa a arte no território paulista, anunciou o Estéticas das Periferias como um dos finalistas do Prêmio Governador do Estado de São Paulo, na modalidade Territórios Culturais.

2016: Por uma cultura de desobediência

Em 2016, a ocupação do território se transformou, fronteiras se romperam e o local se tornou a base da organização do Estéticas das Periferias - a teia cultural vira uma rede de ações permanentes. A partir da ruptura do ideário “Ordem e Progresso” resistimos, radicalizando a democracia e construindo uma cidadania cultural.

2017: Pelo bem viver, construindo projetos de futuro

Entendendo que as periferias apresentam formas de resistência e alternativas coletivas, em 2017, os territórios apostam em circuitos econômicos comunitários, desafiando a lógica competitiva e individualista das grandes cidades. Além disso, fomentam a criação e a atuação por meio de redes, indo contra a destruição de laços coletivos, e trazendo a discussão de direito à cidade e de cidades colaborativas a partir de suas experiências teóricas e práticas, que se vivenciam no cotidiano e nos apontam outras formas de relacionar-se e de fazer política. Apoiar diferentes maneiras de ver o mundo e buscar o fortalecimento das relações comunitárias são ações que reforçam um dos elementos que está na essência do Estéticas: o pensar e o fazer em conjunto para mobilizar pessoas e projetar o que já está sendo produzido nas quebradas.

Afeto no Mapa

Notícias

set 0
set 0

Blackyard: da reunião de amigos à potência da economia solidária

Festa acontece no Cowork Space, espaço compartilhado de trabalho, e se transforma em rede de economia solidária entre várias regiões da cidade

  Leia mais
set 1
set 1

Encontro Estéticas das Periferias encerra edição de 2017 com atividades em vários territórios

Programação do último fim de semana aborda diversas linguagens nos mais diferentes espaços nas bordas da metrópole

  Leia mais

Curadoria Coletiva

Ação Educativa | Amigas do Samba | Batekoo | Bodega do Brasil | Capão Cidadão | Clariô | Cia. Decálogo Jalc | Espaço Comunidade | Espaço Cita | Guardiões Griô | Hip Hop Mulher | Imargem | Instituto Cultural Dandara | Instituto Pombas Urbanas - Cooperativa de Artistas | Levante Mulher | Museu do Futebol | Ocupação Hip Hop | Ocupa Coletivo | Perifatividade | Periferia em Movimento | Poetas do Tietê/Cena Norte | São Mateus em Movimento | Slam da Guilhermina | Terreiro de Bamba | Umojá | UNAS

Realização

Vazio
Ação Educativa
Vazio
ProAC
Oi
Governo do Estado de São Paulo

Apoio

Oi Futuro
Jontex
Via Varejo

Parceria

CCJ
Secretaria Municipal de Cultura
Auditório Ibirapuera
Itaú Cultural
Rede São Luís
Sesc
CSN
IMS
CRFB
Museu do Futebol
Poiesis
Fábricas de Cultura

Programação e produção

Vazio
Ayó
Am3
Vazio